'O que me resta é confiar na Justiça'

By: Ascure

Klara Castanho falou pela primeira vez sobre o estupro e a gravidez que veio a público no ano passado, contra sua vontade.

Source: Google

White Frame Corner

Foi o que aconteceu durante a gravação do especial "Altas Horas" do Mês da Mulher, nos estúdios da TV Globo, em São Paulo, nesta semana.

Source: Google

White Frame Corner

Em junho do ano passado, a atriz havia divulgado uma carta em suas redes sociais. Caso contrário, ela preferia o silêncio.

Source: Google

White Frame Corner

Após um longo período de abstinência, ela escolheu o programa de Serginho Groisman para abrir seu coração, sabendo que ali receberia a dose necessária de respeito.

Source: Google

White Frame Corner

Na carta publicada nas redes, Klara disse: “Essa é a história mais difícil da minha vida. Achei que carregaria essa dor e esse peso só comigo.

Source: Google

White Frame Corner

apavora e desperta dores profundas e recentes. No entanto, não posso ficar calado quando vejo pessoas conspirando e criando versões sobre uma violência repulsiva e um trauma que sofri. Eu fui estuprada".

Source: Google

White Frame Corner

A atriz disse que não registrou boletim de ocorrência: “Fiquei com muita vergonha, me senti culpada. Tive a ilusão de que, se eu fingisse que não aconteceu, talvez eu esquecesse, superasse.

Source: Google

White Frame Corner

Mas não foi isso que aconteceu. tive forças para fazer foram: tomar a pílula do dia seguinte e fazer uns exames". Ela continuou o texto explicando que, meses depois.

Source: Google

White Frame Corner